UMA IMPLEMENTAÇÃO DE SOFTWARE É COMO UMA CIRURGIA AO CORAÇÃO. ESTÁ PREPARADO?

Skip to content

UMA IMPLEMENTAÇÃO DE SOFTWARE É COMO UMA CIRURGIA AO CORAÇÃO. ESTÁ PREPARADO?

Escolheria o hospital ao virar da esquina para uma cirurgia ao coração? É conveniente ponderar! E optaria pelo fornecedor com o preço mais baixo? É claro, uma intervenção policlínica poupa-lhe o custo de passar a noite! E então provavelmente não se importaria se o seu cirurgião fosse um assistente em formação, certo?

A implementação de ERP/CRM pode ser comparada com a cirurgia ao coração.

A implementação de software será o novo coração da sua organização.

Adquirirá uma posição central na sua organização, como uma aranha na sua teia. E, tal como o coração faz no corpo humano, o sistema informático irá bombear matéria crucial na organização: dados exatos e atualizados.

A ciência médica já avançou tanto que estas complexas operações podem facilmente ser realizadas. O que, no entanto, não significa que todos os cirurgiões tenham as competências necessárias. Durante a operação, o coração tem de continuar a bater e a intervenção tem de ser bem-sucedida à primeira tentativa. Afinal de contas, não há segundas oportunidades!

Tal como as operações ao coração, as implementações de software também podem ser levadas a cabo corretamente hoje em dia. Mas isto não significa que todos os fornecedores de ERP ou CRM também sejam bem-sucedidos! Pois durante a implementação, os processos dentro da sua empresa têm de continuar a funcionar.

 

Assim, o sucesso ou fracasso do projeto de ERP ou CRM está intimamente ligado à forma e cuidados tidos durante a implementação. A forma imprudente como as empresas tratam este processo pode ser crucial. Muitas empresas ainda tendem a “esquecer” a importância da qualidade assim que os descontos são obtidos. Estas parecem aceitar qualquer consultor desde que a seu pagamento seja suficientemente baixo. E aceitam parceiros de implementação que não fazem exigências quanto à qualidade e disponibilidade do seu pessoal. Se isto é inteligente, perguntam vocês? Como dizem os britânicos, muito diretamente ao assunto: Um centavo sábio, uma libra tola. Quem tem requisitos para a qualidade da sua implementação, tem de se preparar minuciosamente. Aqui estão algumas perguntas que deve colocar. Qual dos parceiros tem as taxas de sucesso mais elevadas? Quem tem experiência demonstrável? Com a solução, claro, mas também dentro da sua indústria. Que parceiro é capaz de esclarecer quais são as suas próprias tarefas e responsabilidades? Como pode preparar melhor a sua organização para esta intervenção. E que parceiro é capaz de dominar gestão da mudança organizacional necessária?

 

Deve sempre pedir os CV’s das pessoas da equipa de implementação proposta.  Mas também deve estar preparado para ter a sua própria equipa avaliada pelo seu parceiro escolhido, para a adequação pelos seus papéis no projeto. Finalmente, não decida antes de ter falado presencialmente com o futuro líder do projeto. Qualidade nos processos de implementação requer um investimento sério! E nunca se deve esquecer que as alegrias de um preço baixo vão desvanecer-se para segundo plano à medida que a frustração surge perante a má qualidade de serviço.